domingo, 5 de junho de 2016

Comunidade do Jacó aciona Poder Público para promover Ação de Combate ao Mosquito aedes aegypti



No prolongamento da Av. Floriano Peixoto, entre Petrópolis, Rocas e Praia do Meio; próximo à praia, praças, escolas, hospitais, supermercado, pontos de ônibus, cercada por muros altos, encontra-se a singular Comunidade do Jacó, lugar onde percebe-se que morar com qualidade e bem localizado tende, cada vez mais, a ser uma oportunidade para poucos. 

Isso porque, em contrassenso às vantagens da localização privilegiada, os moradores enfrentam, dentre muitos problemas, aqueles de infra-estrutura básica e acesso a serviços de coleta de lixo no ambiente em que vivem. Por conseguinte, vários casos de zika, dengue e chikungunya associados a existência de terrenos baldios, casas interditadas pela defesa civil, acúmulo de entulho e lixo doméstico no perímetro da Comunidade, foram o motivo mais urgente de insatisfação na primeira Roda de Conversa que tivemos com os moradores em março desse ano. 

Desde então, entre reuniões no Jacó e na UFRN, a busca por visibilidade para garantia de direitos desencadeou em uma solicitação vinda da Comunidade - com apoio do Núcleo Urbano do Motyrum - por uma ação do Poder Público que envolvesse a limpeza dos terrenos públicos e privados, assim como, promovesse uma ação educativa para combater a proliferação do mosquito. 

Portanto, além das medidas tradicionais de avaliação das casas e terrenos para a devida limpeza, visto essas condições se repetirem em outras comunidades de Natal, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolve um trabalho educativo para os moradores das comunidades por meio do Teatro de Bonecos. Interativo, descontraído, engraçado e adorado pelas crianças, o Teatro traz como personagens: o mosquito aedes aegypti, Joãozinho, Lili, o Pai de Lili e o Agente de Saúde que retratam de forma muito agradável o tema para toda família.

Nesse domingo, Dia Mundial do Meio Ambiente, a comunidade deu um primeiro passo na garantia de um meio ambiente essencial a uma sadia qualidade de vida. Um primeiro passo de um longo caminho que, se for trilhado com as risadas que ouvimos hoje, com certeza não vai faltar esperança para seguirmos por ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário