terça-feira, 26 de novembro de 2013

Resultado Final da Seleção de Nov@s Participantes

PARABÉNS ÀS NOVAS E NOVOS MEMBROS DO PROGRAMA MOTYRUM DE EDUCAÇÃO POPULAR EM DIREITOS HUMANOS!

Bom dia pra quem é de bom dia, boa noite pra quem é de boa noite!

Gosto de ser homem, de ser gente, porque sei que a minha passagem pelo mundo não é predeterminada, preestabelecida. Que o meu “destino” não é um dado mas algo que precisa ser feito e de cuja responsabilidade não posso me eximir. Gosto de ser gente porque a história em que me faço com os outros e de cuja feitura tomo parte é um tempo de possibilidades e não de determinismo.” (Paulo Freire)

Concluído o Curso de Formação e o Processo de Seleção deste ano, a certeza do inacabamento é um sentimento que encharca a realidade e permite entrever novos horizontes. Porque inacabados, em contínua construção, caminhamos. E, dadas as mãos, denunciamos as engrenagens da realidade e anunciamos um amanhã possível, regado a poesia e sonhos.
Seres históricos, que nos permitimos dialogar, sabendo ouvir e sabendo falar e viver a palavra-ação, entendemos que “ser cidadão não é viver em sociedade, mas transformá-la” (Augusto Boal), e que a História é um tempo de possibilidades e não de determinismo.
Por isto, no processo de descoberta de um projeto de sociedade, a realidade cinzenta se descortina em novas cores, então vistas após intensas vivências e discussões, em que a sensibilidade e o exercício da alteridade durante os encontros foram essenciais para promover a denúncia e o anúncio do mundo.
As várias mãos que, nestes últimos meses, jamais mudas, silenciosamente gritaram ‘nunca mais!’ para as opressões e injustiças que diariamente atingem os esfarrapados do mundo, têm agora como missão construir pelo verso e pelo verbo o amanhã possível.
É tempo de utopia, de sonhar com os pés no chão e de ter o chão nos pés. E, principalmente, é tempo de ocupar espaços e viver a essência do Motyrum em todos os ambientes, sendo sujeitos e protagonistas de nossa realidade.
Sabendo que esta chama vive em cada participante deste Curso de Formação, agradecemos novamente o interesse em construir o Programa, movidos pela justa-raiva que impede a resignação diante das injustiças. Seremos sempre companheiros e companheiras, porque nos identificamos uns aos outros e às outras por esta rebeldia que nos acompanhará em todos os demais projetos de construção de uma nova realidade.
Infelizmente, a conjuntura do Programa não apresenta estrutura suficiente para o acolhimento de todas as interessadas e interessados (200 inscrições), de modo que se fez necessário este árduo e doloroso processo de seleção. O que nos conforta, contudo, é a certeza de que o sentimento de rebeldia diante das injustiças permanecerá vivo. Lembramos que todos os anos o Programa Motyrum realiza novo Curso de Formação e processo de seleção, bem como atividades abertas a toda a comunidade. Esperamos todas e todos, novamente, no próximo ano! ;)
E, até lá, que esta chama da justa-raiva apenas aumente, ardendo com tanta vontade que não se poderá olhá-la sem pestanejar, e quem se aproximar se incendeiará!

Não é na resignação, mas na rebeldia, diante da injustiça, que nos afirmamos”. (Paulo Freire)
Critérios para seleção de novas e novos membros:

Urbano:
- Interesse na temática;
- Interesse em pesquisar a temática e publicação;
- Experiência na área da extensão popular, preferencialmente em comunidades;
- Disponibilidade de tempo para:
a. Reuniões semanais de discussão e planejamento;
b. Participação em cursos de formação;
c. Uma visita semanal a Mãe Luíza (provavelmente nos finais de semana).
------

Rural:
- Diversidade de curso. Direito, estar cursando os primeiros períodos; os outros cursos, quem estiver no meio do curso;
- Disponibilidade. Não estejam envolvidos em outros projetos;
- Pelo menos 3 estudantes da UFRN ;
- Paridade de gênero;
- Presença na formação-seleção;
- Ter participado do dia do rural interesse/experiência com a temática.
------

Indígena:
- Disponibilidade de tempo;
- Interesse (histórico, trajetória);
- Presença na formação-seleção;
- Paridade de gênero;
- Não estar envolvido em outro projeto ou programa, pois precisamos de novos membros que peguem demandas do programa, e não só do núcleo;
- Ser de cursos de graduação diversos, para não centralizar nos estudantes de direito;
- Ser da UFRN, devido às dificuldades institucionais que o núcleo encontrou pelo fato da maioria dos membros serem de outras universidades.
------

Penitenciário:
- Disponibilidade (para ir à penitenciária de manhã, reuniões ordinárias, reuniões da revista);
- Compromisso (mostrar real interesse pelo núcleo);
- Interdisciplinariedade;
- Experiência;
- Interesse em pesquisa.
------

Infantojuvenil:
- Ter disponibilidade de ir aos Ceducs Mossoró e Caicó;
- Poucas tarefas semanais, pois o núcleo precisa de pessoas que participem das deliberações do programa, e não só do núcleo;
- Ser de outros cursos;
- Não estagiar, mas se sim, um trabalho ou estágio flexível;
- Ter tido contato com jovens ou experiência em Educação Popular;
- Não ter faltado ao dia de apresentação do núcleo.

* Observação: o critério desempate entre pessoas de um mesmo perfil foi o número de faltas durante a formação.

Lista de novas e novos membros:

Urbano:
Elainne Cristina
Fábio de Oliveira
Francisco Leôncio
Gabriel Medeiros
Jéssyka Byanka Basílio
Marina Ferreira de Oliveira
Paula Lays
------

Rural:
Alessandra Nascimento
Amanda Batista
Breno Lincoln
Bruna Rafaely
Catarina Alice
Joris Caldas
Maressa Paiva
Mateus França
Semely Rodrigues
Thales Dantas
------

Indígena:
Amanda Raquel
Fernanda Protásio
Karolyny Alves
Márcio José
Rafael Dantas
------

Penitenciário:
Alyne Hayane
Gabriela Wanderley
Janaline Soares
Lissa Crisnara
Luis Stefano
Maria Beatriz Maciel
Nínive Pereira
Raissa Lucena
Raul Victor
Yasmin Nóbrega
------

Infantojuvenil:
Bianca Trindade
Leonam Cunha
Luis Alfredo Soares
Maria Emília Diógenes
Maria Hadyuska
Rafaela Vyviane
Raul Menezes
Vanessa Almeida da Costa
Victor Manoel Fernandes
------

Suplentes (ordem alfabética - esta não é a ordem de suplência):
Adriana Marina Ferreira
Amanda Batista de Oliveira
Bárbara Bruna Bezerra
Daniella Camila Dias
Fabrício Bruno Silva
Ilana Rafaela da Silva
Indyara dos Santos
Joana Maressa
Jussyara Galvão
Laís C. de Albuquerque
Lucas Graça Generoso Pereira
Nathânia Oliveira
Paulo Victor Felix
Pedro Palmeira Queiroz
Priscila Freire da Silva
Sêmely Rodrigues Batista
Sílvia Helena Silva
Tannara Fontes Amorim
Thaís do Nascimento Cortez

Nenhum comentário:

Postar um comentário