segunda-feira, 1 de outubro de 2012

As causas da criminalidade e da violência juvenil


O 3 a 1 discute a situação dos adolescentes em conflito com a lei e a violência contra jovens no Brasil. Dados do Mapa da Violência mostram que, envolvidos ou não com a criminalidade, os jovens de 15 a 24 anos são as maiores vítimas de homicídio no país.
Recentemente, a morte de três adolescentes dentro da unidade de internação de Brasília, o antigo Caje, e a execução de seis jovens no Rio de Janeiro chamaram a atenção para a questão social da juventude brasileira.

O programa conta com a participação da juíza Cristiana Cordeiro, do Conselho Nacional de Justiça; do Procurador da República, Guilherme Schelb; e da advogada Érika Medeiros, da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (Anced). Os convidados debatem políticas públicas de prevenção e proteção da juventude, as causas da criminalidade e violência e as perspectivas de recuperação dos jovens infratores.


2 comentários:

  1. Parabéns pela postagem, mais uma possibilidade de utilizar a mídia a favor das lutas pelos direitos e valorazação da parcela social reprimida.

    ResponderExcluir
  2. Claro que temos a obrigação de parabenizar qualquer ação que discuta tal tema. Mas é tão visivel a ausência do estado na vidas destas pessoas que nenhuma ação terá efeito verdadeiramente positivo se não o estado assumir seu papel e começar a se fazer presente a começar pela escola e detectar aquele jovem que transgride as regras ou que dê sinais de problemas e interferir previamente neste jovem, preferencialmente procurando sua família que naturalmente é alí a raiz do problema. Esta é apenas uma das causas pouco discutidas não discutidas. Outra causa que não abordarei nesta postagem é sobre a TV brasileira, para mim uma das maiores responsáveis por este modelo social atual.

    ResponderExcluir